Horários do ITT e ordem de largada

Horários já convertidos (agradeçam ao Bruno) e com a ordem correta:

Largada N. Nome
10:15:00 37 Mouhcine Lahsaini (Marrocos)
10:16:30 36 Tomas Gil Martinez (Venezuela)
10:18:00 35 Alireza Haghi (Irã)
10:19:30 34 Ahmet Akdilek (Turquia)
10:21:00 33 Magno Nazaret (Brasil)
10:22:30 32 Fumiyuki Beppu (Japão)
10:24:00 31 Assan Bazayev (Cazaquistão)
10:25:30 30 David McCann (Irlanda)
10:27:00 29 Lars Ytting Bak (Dinamarca)
10:28:30 28 Michael Albasini (Suíça)
10:30:00 27 Fabio Duarte (Colômbia)
10:31:30 26 Lars Boom (Holanda)
10:33:00 25 Jack Bauer (Nova Zelandia)
10:34:30 24 Janez Brajkovic (Eslovenia)
10:36:00 23 Maciej Bodnar (Polonia)
10:37:30 22 Philippe Gilbert (Belgica)
10:39:00 21 Alexandre Vinokourov (Cazaquistão)
10:40:30 20 Ryder Hesjedal (Canadá)
10:42:00 19 Jonathan Castroviejo (Espanha)
10:43:30 18 Jakob Fuglsang (Dinamarca)
10:45:00 17 Nelson Oliviera (Portugal)
10:46:30 16 Edvald Boasson Hagen (Noruega)
10:48:00 15 Ramunas Navardauskas (Lituania)
10:49:30 14 Denis Menchov (Russia)
10:51:00 13 Lieuwe Westra (Holanda)
10:52:30 12 Vasil Kiryienka (Bielorrusia)
10:54:00 11 Gustav Larsson (Suécia)
10:55:30 10 Michael Rogers (Australia)
10:57:00 9 Bert Grabsch (Alemanha)
10:58:30 8 Sylvain Chavanel (França)
11:00:00 7 Chris Froome (Grã-Bretanha)
11:01:30 6 Marco Pinotti (Italia)
11:03:00 5 Luis Leon Sanchez (Espanha)
11:04:30 4 Taylor Phinney (USA)
11:06:00 3 Tony Martin (Alemanha)
11:07:30 2 Bradley Wiggins (Grã-Bretanha)
11:09:00 1 Fabian Cancellara (Suiça)

Favoritos:
Cancellara, Martin, Wiggins e Phinney

MTB e BMX devem sim, ser olímpicos!

 

Recentemente o comentarista inglês Phil Liggett, um dos mais respeitados do mundo, postou em seu twitter que BMX e MTB não deveriam ser esportes Olímpicos, pois a inclusão dos mesmo resultou na destruição do programa de pista unicamente por serem mais excitantes (há controvérsias!) e ainda completou que Barão de Coubertin (pobre homem, deve ter se revirado no tumulo) provavelmente teria dado risadas se dessem a idéia da inclusão do BMX nas Olímpiadas, por mais excitante que seja. Pois bem, falou besteira.

Falou besteira pois Liggett simplesmente esqueceu que o programa de pista olímpico foi destruído por sugestão da propria UCI. Falou besteira pois Cubertin provavelmente aceitaria de braços abertos o BMX. Falou besteira pois o que faz um esporte olímpico não é seu nivel de emoção e sim o seu número de praticantes. Expliquemos cada ponto.

Sim, quem recomendou a exclusão de perseguição individual, kilo/500m contra o relogio, corrida por pontos e Madison foi a UCI, que também aconselhou a colocação de Omnium no programa. A confederação mor do ciclismo recomendou a retirada de tais modalidades para focar mais na igualdade de generos, pois, infelizmente, a “diferença” entre homens e mulheres fica mais evidente em esportes de longa duração (tá, e kilo/500m são muito longos né?) do que nas de sprint, além de que Omnium já engloba todas essas modalidades. A colocação de Omnium também coloca por terra a teoria de que BMX e MTB retiraram as modalidades citadas devido ao tempo, já que Omnium é tão demorado quanto.

Sim, Coubertin teria aceitado o BMX de braços abertos nas Olímpiadas, assim como aceitou esportes como lacrosse, motonáutica e futebol americano. Assim como aceitou uma série de esportes para eventos-teste. E o mais importante, Coubertin não recriou a Olímpiadas apenas para por os esportes de sua preferência, Coubertin o fez para celebrar o esporte, TODOS os esportes.

Por ultimo, o que faz de um esporte olímpico é sua popularidade e não seu grau de emoção. Para se ser um esporte olímpico de verão é necessário que ele seja praticado em 75 países e em 4 continentes e para ser excluído ou incluído deve-se passar por votação. É por isso que vemos baseball e cricket, esportes centenários, de fora das olímpiadas e vemos os recentes BMX e MTB nelas, é também esse o motivo de rugby e golf só serem novamente aceitos nas Olímpiadas em 2016.

Phil Liggett não só falou besteira, mas como foi levemente elitista dando entender que estrada e pista são “esportes superiores” à BMX e MTB simplesmente por preferir os dois. Enfim, que vejamos ainda por muitos anos rodas aro 20, 26 e 29 rodando nas Olímpiadas, pois elas merecem!

Olímpiadas 2012 – Estrada Feminino – Resultados

Chegada ciclismo de estrada Feminimo - Londres 2012 - Vitória de Marianne Vos (Foto: AP/Christophe Ena)

Deu a lógica na prova feminina de estrada hoje em Londres, a favoritissima Marianne Vos venceu no sprint a representante local Lizzie Armistead e levou o ouro para Holanda nesses jogos Olímpicos, com Armistead garantindo a prata para Grã-Bretanha, a primeira medalha britânica nesses jogos. Já o bronze ficou com a russa Olga Zabelinskaya.

O pelotão hoje controlou a prova até cerca de 50km para final, antes disso apenas algumas quedas atrapalharam a vida das ciclistas, foi ai que uma fuga composta por Vos, Armistead, Zabelinskaya e pela americana Shelley Olds se desgarrou do pelotão. Com 30km faltando, Olds sofre com um furo no pneu e é pega pelo pelotão, com a fuga seguindo sempre com 40s de vantagem. Após passarem a marca dos 10km, o pelotão resolve reagir e uma série de ataques ajudam a reduzir a margem de tempo para 30s faltando 2km para o fim, porém já era tarde.

Nos 10km a fuga de apenas três atletas viu Zabelinskaya tomar a frente e aumentar o ritmo, atitude que prejudicou seu sprint e ela não conseguiu acompanhar Vos e Armistead no sprint. Armistead também não coseguiu fazer frente para Vos, que levou o ouro com certa facilidade.

Vale lembrar que Marianne Vos já é detentora de um titulo mundial de estrada, cinco mundiais de ciclocross, um titulo mundial scratch, um mundial de corrida por pontos e uma medalha de ouro na corrida por pontos.

Podium Ciclismo de Estrada Feminino - Londres 2012 - Marianne Vos (Ouro), Elizabeth Armitstead (Prata) e Olga Zabelinskaya (Bronze) (Foto: Graham Watson)

Resultado:
1 Marianne Vos (Netherlands) 3:35:29
2 Elizabeth Armitstead (Great Britain) s/t
3 Olga Zabelinskaya (Russian Federation) 0:00:02
4 Ina Teutenberg (Germany) 0:00:27
5 Giorgia Bronzini (Italy) s/t
23 Clemilda Fernandes Silva (Brazil) s/t

Fernanda Souza terminou fora do tempo limite e Janildes Fernandes abandou devido a uma queda.

Olímpiadas 2012 – Estrada Masculino – Resultados

Chegada ciclismo de estrada masculino - Londres 2012 - Vitória de Alexandr Vinokurov

A zebra reinou hoje no ciclismo de estrada masculino. O que davam como garantido, o ouro de inglês com Mark Cavendish, não ocorreu e os ingleses tiveram ver Alexandre Vinokourov levar o ouro e encerrar sua carreira em grande estilo.

O time britânico controlou o pelotão por grande parte da prova, dando apenas uma pequena margem de tempo para Gilbert que estava sozinho na fuga e um pequeno grupo de perseguidores. Porém, na ultima volta do circuito de Boxhill, Gilbert foi alcançado pelos perseguidores e o time britânico viu uma série de ataques vindos do pelotão alcanssem o grupo de perseguidores que então se tornou uma fuga de cerca de 30 ciclistas com nomes como Valverde, Cancellara e Chavanel. Os britânicos, juntos com aos alemães, até tentaram alcançar a fuga, porém sem a ajuda das demais equipes, especialmente a australiana que tinha O’Grady na fuga, isso ficou impossí­vel.

Nos 10km finais, a fuga viu uma série de ataques, entre eles o de Uran e Vinokourov. O ataque se mostrou bem sucedido e os dois decidiram no sprint final o ouro, com Vino se consagrando campeão olímpico. Poucos segundos depois, o resto da fuga decidiu o bronze, com o Alexander Kristoff levando a melhor e ficando com o Bronze.

Podium Ciclismo de Estrada Masculino - Londres 2012. Alexandr Vinokurov (ouro), Rigoberto Uran (prata) e Alexander Kristoff (Bronze). (Foto: Bettini)

Resultado:
1 Alexandr Vinokurov (Kazakhstan) 5:45:57
2 Rigoberto Uran Uran (Colombia) s/t
3 Alexander Kristoff (Norway) 0:00:08
4 Taylor Phinney (United States of America) s/t
5 Sergey Lagutin (Uzbekistan) s/t
32 Murilo Antonio Fischer (Brazil) 0:00:40

Gregory Panizo e Magno Prado, que de inicio constavam como tendo terminado 117º e 119º, respectivamente, não completaram a prova.

Guia Olímpico

Londres 2012

Então pessoal, durante as duas ultimas semanas eu (Danilo) trabalhei num pequeno guia para essas Olímpiadas. Nele tem todos os atletas da Estrada, do MTB e do BMX, assim como alguns palpites de quem é o principal nome de algumas equipes.

Há nele também um quadro de horários, JÁ CONVERTIDOS ao horário de Brasília.

Também vale a ressalva de que eu não pude colocar o ciclismo de pista, pois os atletas de cada categoria não estão confirmados ainda!

Download
Guia Olímpico

 

Radio Corsa #28

Radio Corsa #28 no ar!

Eu (Cris da Rocha), Danilo Ricco e Bruno Victor falamos sobre a vitória de Bradley Wiggins no Tour de France 2012, e reclamamos de como foi chato, graças ao domínio esmagador da equipe Sky.

Tour de France 2012 - Podium Final em Paris

 

Falamos também sobre o percurso olímpico da prova de estrada, que acontece este sábado (28/07/2012), e o que esperar da prova.

Londres 2012

 

Londres 2012 - Ciclismo de estrada masculino - Mapa

Londres 2012 - Ciclismo de estrada masculino - Perfil

Uma ideia do circuito, inclusive da única subida o Box Hill, pode ser vista neste vídeo.

 

Do circuito de contra-relógio nada muito especial é esperado, e a batalha entre Cancellara e Wiggins deve ser pesada.

Londres 2012 - Contra-relógio masculino - Mapa

Londres 2012 - Contra-relógio masculino - Perfil

 

As provas desta semana acontecem de acordo com este calendário.

Os horários são os de Londres. Para o Brasil são -4 horas.

28 de julho

10:00 – Ciclismo de estrada masculino

 

29 de julho

12:00 – Ciclismo de estrada feminino

 

01 de agosto

12:30 – CR feminino

14:15 – CR masculino

 

Comentamos também de dois sites/blogs sobre ciclismo, um deles com um podcast. Vale a pena conferir.

Maglia Rosa

Pra Quem Pedala

 

 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Download

Peter Sagan e o autógrafo mais curioso

Peter Sagan que além de ganhar um Porsche do diretor da equipe Liquigas por ter cumprido as metas, que o diretor lhe impôs, de ganhar a Maillot Vert, de melhor sprinter do Tour de France 2012, e ganhar também pelo menos duas etapas do Tour, aprontou mais uma das suas e na 15ª etapa autografou uma fã em um local diferente, veja o vídeo:

Radio Corsa Especial Tour de France 2012

Radio Corsa Especial Tour de France 2012.

Eu (Cris da Rocha), Danilo Ricco e Bruno Victor comentamos o bastante decepcionante desenvolvimento do Tour até o momento, graças ao massacrante domínio da equipe Sky, com Bradley Wiggins e Chris Froome.

Froome and Wiggins in the Tour de France 2012

Evans não apresentou um bom desempenho desde o começo da prova e na etapa de quarta (18/07) terminou de “afundar”, caindo de quarto para oitavo na classificação geral.

Nibali também não tem se mostrado com chances de “quebrar” a dupla da Sky e deve terminar em terceiro, a menos que algo muito surpreendente aconteça na etapa de hoje (19/07), a última com chegada em alto.

Falamos também sobre o “positivo” envolvendo Fränk Schleck, da equipe Radio Shack, Tour da Polonia e um pouco de olimpíadas.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Download

Frank Schleck fora do Tour 2012

A equipe RadioShack acabou de anunciar que o ciclista Frank Schleck está fora do Tour de Frace 2012 por doping.

A primeira amostra de urina testada no dia 14 de julho, deu positivo para um diurético proibido chamado Xipamide, com isso a equipe não espera a amostra B e para evitar pressões da mídia já retira o ciclista do Tour.

Imagem do Cyclingnews/Roberto Bettini

Mais informações em breve.