Olímpiadas 2012 – Estrada Masculino – Resultados

Chegada ciclismo de estrada masculino - Londres 2012 - Vitória de Alexandr Vinokurov

A zebra reinou hoje no ciclismo de estrada masculino. O que davam como garantido, o ouro de inglês com Mark Cavendish, não ocorreu e os ingleses tiveram ver Alexandre Vinokourov levar o ouro e encerrar sua carreira em grande estilo.

O time britânico controlou o pelotão por grande parte da prova, dando apenas uma pequena margem de tempo para Gilbert que estava sozinho na fuga e um pequeno grupo de perseguidores. Porém, na ultima volta do circuito de Boxhill, Gilbert foi alcançado pelos perseguidores e o time britânico viu uma série de ataques vindos do pelotão alcanssem o grupo de perseguidores que então se tornou uma fuga de cerca de 30 ciclistas com nomes como Valverde, Cancellara e Chavanel. Os britânicos, juntos com aos alemães, até tentaram alcançar a fuga, porém sem a ajuda das demais equipes, especialmente a australiana que tinha O’Grady na fuga, isso ficou impossí­vel.

Nos 10km finais, a fuga viu uma série de ataques, entre eles o de Uran e Vinokourov. O ataque se mostrou bem sucedido e os dois decidiram no sprint final o ouro, com Vino se consagrando campeão olímpico. Poucos segundos depois, o resto da fuga decidiu o bronze, com o Alexander Kristoff levando a melhor e ficando com o Bronze.

Podium Ciclismo de Estrada Masculino - Londres 2012. Alexandr Vinokurov (ouro), Rigoberto Uran (prata) e Alexander Kristoff (Bronze). (Foto: Bettini)

Resultado:
1 Alexandr Vinokurov (Kazakhstan) 5:45:57
2 Rigoberto Uran Uran (Colombia) s/t
3 Alexander Kristoff (Norway) 0:00:08
4 Taylor Phinney (United States of America) s/t
5 Sergey Lagutin (Uzbekistan) s/t
32 Murilo Antonio Fischer (Brazil) 0:00:40

Gregory Panizo e Magno Prado, que de inicio constavam como tendo terminado 117º e 119º, respectivamente, não completaram a prova.

This entry was posted in Boletim Radio Corsa and tagged , , by Danilo Ricco. Bookmark the permalink.

About Danilo Ricco

Fã de ciclismo desde o 12 anos idade, nunca gostou de atletas de linha e é um inveterado torcedor de zebras, especialmente francesas. Começou acompanhando o ciclismo de estrada através das transmissões do Tour pela ESPN que assistia durante as férias de julho na casa de seus avós, com o tempo passou a ser um inveterado fã de MTB, porém nunca fechando os olhos as demais modalidades do ciclismo. Hoje, cursa História na UFF e possui planos de seguir em Ciências Politicas, porém possui o sonho de trabalhar com projetos sobre esporte e política.