Noticias da semana – 28/07 a 04/08

Podium Masculino do Sprint por equipes: França (prata), Grã-Bretanha (ouro) e Alemanha (bronze). Foto: Rob Jones

Três ouros para os Britânicos na pista

Os britânicos conquistaram o ouro nas provas de Sprint por Equipe Masculino, Keirin feminino e na Perseguição por Equipes Masculina. No sprint feminino por equipes as britânicas estavam classificadas para a final do Sprint por Equipe feminino, porém foram desclassificadas. Pelo mesmo problema as chinesas perderam o Ouro, que ficou com as alemãs, já o bronze foi da Austrália

Resultados:
Sprint por Equipes Masculino:

1º Grã-Bretanha
2º França
3º Alemanha

Sprint por Equipes Feminino

1º Alemanha
2º China
3º Austrália

Perseguição por Equipes Masculino

1º Grã-Bretanha
2º Austrália
3º Nova Zelândia

Keirin feminino

1º Victoria Pendleton (GBR)
2º Shuang Guo (CHN)
3º Wai Sze Lee (HKG)

Ouro para suíça no Triatlo

A suíça Nicola Spirig levou o ouro na prova do Triatlo feminino na manhã deste sábado, a decisão veio no photofinish. Com a prata ficou a sueca Lisa Nordén e o bronze com a australiana Erin Densham.

A brasileira Pamela Oliveira vinha bem até sofrer uma queda na bicicleta e terminou em 30º.

Arielle Martin fora das Olímpiadas

A BMXer americana está fora das Olímpiadas devido a ferimentos o casionados enquanto treinava no Centro Olímpico Americano em Chula Vista nesta quarta-feira (01). Na quinta ela foi levada ao hospital onde foi constatado que era inviavel a recuperação dela até a próxima quinta (09) para as qualificatorias do BMX. Em seu lugar a USA Cycling anunciou Brooke Crain, de 19 anos.

Annika Langvad fora das Olímpiadas

A ciclista dinamarquesa do MTB está fora das Olímpiadas devido a uma queda que causou a quebra de algumas costelas a duas semanas atrás. Langvad até tentou correr a ultima etapa da Copa do Mundo em Val d’Isére no final de semana passada, porém a experiência a ajudou a tomar a decisão de correr as Olímpiadas. Até o momento nenhuma substituta foi anunciada.

Muur van Geraardsbergen no Eneco Tour

O Muur van Geraardsbergen estara de novo presente no Eneco Tour desse ano, após ser abandonado pelos organizadores da Ronde van Vlaaderen.

O Eneco Tour desse ano deverá ser a primeira prova de Contador após o fim de seu tempo de punição.

Transferências

Essa semana foi bastante agitada nas transferências. A mais interessante delas foi Nicholas Roche ter assinado por dois anos com a Saxo Bank-Tinkoff Bank, o irlandês sai da Ag2r após uma parceria de relativo sucesso que deu a ele um 4º Lugar nas Vuelta de 2010.

Também na Ag2r, a equipe assinou por dois anos com Davide Apollonio, da Sky, e Carlos Betancur, da Acqua & Sapone. Apollonio vem para suprir o espaço dos sprinter da equipe, que só possui Mondory para isso, e é um corredor com potencial. Já Betancur, que fez boas apresentações na temporada passada, vem para as clássicas e faz parte da geração de ouro colômbiana.

Ainda na França, Jerome Coppel trocou a Saur-Sojasun pela Cofidis. O francês assinou com a equipe francesa por um tempo não informado e deverá ser a esperança da equipe para a geral do Tour.

Dou outro lado do Atlântico, a Garmin assinou por dois anos para ter o australiano Rohan Dennis, atual prata nas perseguição olímpica por equipes. Dennis chega como esperança para um futuro corredor por etapas.

Já a mais bombástica dessa semana foi a contratação de Vincenzo Nibali pela Astana pelos próximos dois anos. Com o italiano também Valerio Agnoli e Alessandro Vanotti. O italiano chega em boa hora na equipe cazaque, que vê rumores da ida de Roman Kruziger para Saxa-Bank.

Renovações

Nas renovações tivemos Graeme Brown, peça fundamental do trem de embalada de Mark Renshaw, renovando seu contrato com a Rabobank por mais um ano. Ainda na Europa, o estoniano Rein Taaramae renovou seu contrato com a Cofidis por um tempo não divulgado. Já na Asia, o sueco Fredrik Kessiakoff renovou seu contrato com a Astana por mais dois anos

This entry was posted in Boletim Radio Corsa and tagged , , by Danilo Ricco. Bookmark the permalink.

About Danilo Ricco

Fã de ciclismo desde o 12 anos idade, nunca gostou de atletas de linha e é um inveterado torcedor de zebras, especialmente francesas. Começou acompanhando o ciclismo de estrada através das transmissões do Tour pela ESPN que assistia durante as férias de julho na casa de seus avós, com o tempo passou a ser um inveterado fã de MTB, porém nunca fechando os olhos as demais modalidades do ciclismo. Hoje, cursa História na UFF e possui planos de seguir em Ciências Politicas, porém possui o sonho de trabalhar com projetos sobre esporte e política.