Giro d’Italia – 2011

Prezados ouvintes.

 

Como puderam perceber, o último Radio Corsa acaba de maneira relativamente brusca. Depois de muito tempo sem gravar, acabamos gravando um programa muito longo, como sempre, e resolvemos cortar em duas partes: uma com as clássicas e uma com o nosso “pré-Giro”.

 

Problemas técnicos acabaram nos impedindo de colocar a segunda parte do programa no ar e as mudanças de última hora nas equipes e os eventos do começo do Giro, como o falecimento do belga Wouter Weylandt da equipe Leopard-Trek, deixaram nossa gravação … desatualizada.

 

Problemas técnicos e pessoais acabaram nos impedindo de gravar uma nova versão mais atualizada.

 

Ainda estamos tentando uma gravação antes do Giro, mas provavelmente não deve acontecer antes do final do mesmo.

 

Uma gravação hoje, acabaria sendo resumida em “se nada estranho acontecer, e sempre pode acontecer, a disputa atual é pelo segundo lugar, já que o primeiro deve ficar com o espanhol Alberto Contador (Saxo Bank). Mas vamos ver o que acontece amanha na crono-escalada e nas próximas etapas.

 

Hoje também dariamos novamente uma triste noticia. O ciclista espanhol Xavi Tondo (Movistar) faleceu em um acidente doméstico. O ciclista teria sido imprensado por seu próprio carro no portão da garagem quando fechava, ou abria, o portão e uma falha no freio de mão teria feito com que o carro soltasse e imprensasse o ciclista. Tondo e Benat Intxausti (Euskaltel) estariam saindo de casa para ir treinar na Sierra Nevada para o Tour de France deste ano.

 

Fica, mais uma vez, o nosso luto.

Copa Mauro Ribeiro de Pista

Foi realizda nos dias 6, 7 e 8 de agosto no velódromo do Jardim Botânico de Curitiba a Copa Mauro Ribeiro de Pista 2010, aberta a ciclistas federados de todo o país e convidados, prova que foi válida para o Ranking Brasileiro de Pista. A organização foi do Clube Jair Braga de Ciclismo sob a supervisão da CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO e da FEDERAÇÃO PARANAENSE DE CICLISMO em parceria com a SMEL Curitiba. Foram realizadas as provas de velocidade, km contra relógio, pontos, keirin e perseguição. Os destaques da competição foram Caio Moretto Buoni (Lidra Americana) e David Pontarolli Romeo (GF Ciclismo/Mercobike.com/Unilance) e Raul Guilherme Malaguty (Tubarão/CCAA/Fragoma/Gibacicle). No feminino, destaque absoluto para Roberta Kely Campos (Lidra/Americana EFAC). As equipes com melhor desmpenho foram Lidra Americana (Americana) e GF Ciclismo/Mercobike.com/Unilance (Curitiba). Os resultados podem ser obtidos em http://www.fpciclismo.com.br/docs/Resultados%20Copa%20Mauro%20Ribeiro%201.pdf

Balanço final do Tour de France 2010

Resumindo em poucas palavras assim como o Omar, nosso colaborador:

Mas esse Tour ficou com um gosto meio amargo, hein??
Meio esquisito esse ano, sei lá…

O grande campeão deste ano foi o espanhol Alberto Contador que venceu pela 3ª vez o Tour de France, se não fosse pela falta de bom gosto da dupla dinâmica ASO/UCI ele poderia ter ganho fácil o Tour em 2008.

Cavendish acabou de ganhar a sua 5ª etapa neste Tour de France, pra quem começou o Tour sumido e desacreditado pelo seu fraco início, fechou com chave de ouro, pena que ele não conseguiu ficar com a Maillot Vert, a camisa de líder por pontos desde Tour, que ficou com Alessandro Petacchi que foi o ciclista mais regular deste ano.

A camisa de líder de montanhas ficou com o ciclista francês Anthony Charteau, e a camisa de líder jovem pela 3ª vez seguida ficou com Andy Schleck, o vice campeão deste ano.

Classificação final:

1 Alberto Contador Velasco (ESP) Astana 91:58:48
2 Andy Schleck (LUX) Team Saxo Bank 0:00:39
3 Denis Menchov (RUS) Rabobank 0:02:01
4 Samuel Sánchez Gonzalez (ESP) Euskaltel – Euskadi 0:03:40
5 Jurgen Van Den Broeck (BEL) Omega Pharma-Lotto 0:06:54

em breve os resultados finais.

####

Pra completar o grande momento do esporte espanhol que ganhou medalha olímpica de ciclismo, campeonato europeu de futebol e mais recente a Copa do Mundo, o ciclismo espanhol vai muito bem também, e neste ano colocou 2 entre os 5 melhores.

O Fracasso de Lance Armstrong e da RadioShack

Na hora da derrota nós sempre procuramos achar os culpados e as vezes eles não existem, mas como sou um torcedor do Lance vou tentar explicar o que pode ter acontecido para que ele não tenha obtido sucesso nesse Tour de France.

Se você olhar a equipe dele:

Lance Armstrong (38), Andreas Kloden (35), Levi Leipheimer (36), Dimitry Muravyev (30), Yaroslav Popovych (30), Chris Horner (38), Janez Brajkovic (26), Sergio Paulinho (30), Grégory Rast (30),

perceberá que é uma equipe bem rodada e já considerada velha, todos tem experiencia no Tour. Se você considerar que o ciclismo nos últimos 4 anos foi ‘dominado’ por ciclistas mais jovens –  Alberto Contador, Andy Schleck, Tony Martin, Robert Gesink, Roman Kreuziger, Vicenzo Nibali –  a equipe de Lance parece ter faltado perna na etapas de montanha, e lógico que também as quedas de praticamente todos os ciclistas da RadioShack nos pavés no início do Tour podem ter afetado o desempenho dos ciclistas. Klöden deu uma desculpa que está gripado e isso afetou seu desempenho. O melhor ciclista da RadioShack na geral foi o Chris Horner, que na ordem da equipe era o 4º líder, se é que existe, atrás do Lance, Leipheimer e Kloden.

Janez Brajkovic é um ciclista promissor. Johan Bruyneel tem colocado o ciclista no Tour pra ganhar mais experiencia, talvez em uns 2-3 anos poderá ter uma classificação melhor.

Eu não consigo entender o que houve com o Leipheimer inclusive ontem no contra-relógio, uma das suas especialidades e ele foi muito mal. Popovych é ídolo e não posso falar mal dele, o Cristiano é um grande fã dele.

Muravyev, Rast e Paulinho, eram pra ser os gregários, o último fez muito bem seu trabalho e foi recompensado com uma vitória em uma etapa do Tour. Muravyev eu não o vejo e o Rast foi pro Tour?

Não seria hora pro Johan Bruyneel começar a pensar em uma reformulação da equipe? Ele tem o Taylor Phinney, Tiago Machado como bons e novos nomes, poderia até trazer os irmãos Schleck que devem ficar sem equipe pra 2011 para formar uma equipe mais nova para o ano de 2011.

####

Notícias curtas sobre o Tour:

– 39 segundos, essa é a diferença final entre Alberto Contador e Andy Schleck. Qual era o tempo que Contador conseguiu na 15ª etapa no seu ataque anti-desportista? Justos 39 segundos.

– Denis Menchov depois de 83 Tour’s de France enfim consegue um pódium, depois de ser bi-campeão da Vuelta (2005 e 2007) e campeão do Giro d’Italia (2009) – trivia – em 2008 ele foi 3º mas após a desqualificação de Bernard Kohl.

– Desde Richard Virenque, em 2004, um Francês não ganha a camisa de montanha no Tour, esse ano coube à Anthony Charteau, da Bouygues Telecom.

– Cadel Evans, campeão do mundo de estrada, vai completar o Tour com o cotovelo quebrado, um herói.

– Se Frank Schleck não sai do Tour, seria uma ajuda e tanto pro Andy…

####

Até o Tour de France 2011.

O ataque de Alberto Contador na 15ª Etapa

Aproveitando que a copa do mundo acabou a pouco, no futebol existe uma coisa que 99% dos times fazem e a FIFA aprova que se chama Fair-Play, o jogo limpo. É quando um jogador do time adversário se machuca, o time joga a bola pra fora e o adversário devolve a bola pro time que estava com a posse.

Mas aqui não é futebol, é ciclismo um esporte que não tem uma organização máxima decente e que sirva de exemplo, a UCI no caso. Mas vamos falar do que interessa.

Alberto Contador bi campeão do Tour de France (2007/2009), campeão do Giro e da Vuelta (2008) um ciclista apesar de não muita idade, 27, fez um ato considerado infantil na etapa de hoje, o líder do Tour até o momento Andy Schleck, teve um problema mecânico, sua corrente saiu, e Contador aproveitou a deixa e ATACOU Andy. No ciclismo tem uma regra não escrita, um fair-play, que é o seguinte: Nunca atacar o líder da volta quando ele estiver em problemas.

Assim definiu o site cyclingnews: Contador ignored one of the unwritten rules of cycling etiquette by responding and attacking the yellow jersey in his moment of difficulty. – Contador ignorou uma das regras não escritas da etiqueta do ciclismo em responder e atacar o camisa amarela no seu momento de dificuldade.

No podium da etapa, Contador foi claramente vaiado, já que os torcedores acharam a atitude do el pistolero muito anti-desportista e eu também achei.

A opinião de Andy Schleck: “It’s not up to me to decide if it was fair or not, but I wouldn’t have raced like that,” said a seething Schleck after the finish, “My belly is so full of anger right now … I’m going to want to get my revenge.” – Não sou eu que decido se foi justo ou não, mas eu não teria acelerado daquela forma. (disse um cético Schleck depois do final), meu estômago está cheio de raiva agora. Eu vou querer a revanche.

Pra quem acompanha o ciclismo há bastante tempo, vai se lembrar na mesma competição, em 2003, o Tour de France, na etapa que terminava em Luz Ardiden em que o camisa amarela na época, Lance Armstrong foi derrubado por um espectador de rua, e seu maior rival na época, Jan Ullrich o esperou, um tremendo ato de cavalheirismo e que hoje sem dúvida faltou a Alberto Contador.

Lance Armstrong falando sobre o fair play de Jan Ullrich em 2003 (english)

Muitos torcedores anti-Lance acham que ele é anti-desportista, e arrogante. Mas o Contador provou hoje ser muito mais que ele se aproveitando de um problema do adversário.

Com o resultado de hoje, Alberto Contador agora é o novo líder do Tour de France, 8 segundos à frente de Andy Schleck, o vencedor da etapa de hoje foi o Francês Thomas Voeckler que venceu a etapa em 4h44’51”

Todos sabem que sou torcedor incondicional do Lance, como o Tour pra ele esse ano já era e o Contador era um ex-discoboy, e já esteve no mesmo time de Lance, achei uma falta de carater a atitude dele.

GO SCHLECK.

Update: O Cristiano achou o vídeo do problema do Schleck:

Momento do problema de Schleck

Update 2:  Alberto Contador acabou de publicar um vídeo tentando se desculpar com Andy..

Contador se desculpa

Agora,  se ele sabe que estava errado e é um admirador do fair-play PORQUE fez isso então? Provando mais uma vez que ele é cético e arrogante.

GO SCHLECK!!

UPDATE 3 (E o último-eu juro): Contador se desculpa a Andy e ele aceita.

Renshaw “cabeceia para fora”

Este Tour está tendo algumas surpresas, não muito agradáveis. Primeiro a quantidade de tombos e ossos quebrados nos primeiros dias, depois o “desfalecimento” de Lance Armstrong na classificação geral.

A novidade do dia é a expulsão do Australiano Mark Renshaw (HTC-Columbia) da prova.

Renshaw para evitar ser tirado de posição enquanto embalava seu capitão, o britânico Mark Cavendish, afastou a cabeçadas seu oponente direto, Julian Dean (Garmin). Após o “ataque”, Renshaw jogou-se na frente de Tyler Farrar (Garmin), tendo olhado previamente para tras antes de mover-se.

Ele fez o que fez em nome de seu chefe e sua equipe para garantir a vitória de Cavendish (que possivelmente não estava nem ameaçada) e afetou bastante o resultado da etapa. Na melhor das hipóteses Farrar poderia ter chegado em segundo, tirando preciosos pontos de Petacchi (Lampre), agora líder da classificação por pontos.

A pergunta era “como punir a um embalador”?

Multa? A equipe pagaria de bom grado alguns milhares de Euros, estando a vitória de sua estrela garantida.

Ser colocado no final do pelotão? Para ele o próprio resultado não tem sentido algum, o que vale é a vitória do capitão.

Punir diretamente o capitão e ou a equipe, como beneficiários da ação? Eles não fizeram nada de errado.

A expulsão do atleta, por mais dura que seja, puni o mesmo, ele fez o que fez sozinho em benefício da equipe, ele é retirado da prova “sozinho” e prejudica a equipe (beneficiária da ação) que agora vai ter que embalar seus sprints de outra forma. Esperemos que mais limpa.

Por outro lado, com esta ação, a organização/direção do Tour terá que manter a linha “tolerância ZERO” para não cair em desgraça.

Falece o técnico da seleção italiana de ciclismo – Franco Ballerini

Por Igor Oliveira.

Faleceu hoje, 7 de Fevereiro de 2010, o atual técnico da seleção italiana de ciclismo, Franco Ballerini. Ballerini, faleceu na região da Toscana em um acidente de Rally.

Ele que foi campeão da clássica mais famosa no ciclismo, a Paris-Roubaix em 1995 e 1998.

De acordo com o jornal italiano, La Gazetta dello Sport, Ballerini, 45, estava competindo na cidade de Larciano, junto com o piloto Alessandro Ciardi, quando o carro saiu da pista e bateu.

Ballerini foi ciclista profissional entre 1986 e 2001, vencendo como prova mais importante a Paris-Roubaix, e em 2001 foi a sua última corrida.

Em 2002, ele se tornou técnico da seleção italiana, e ‘fazendo’ vários campeões mundiais de estrada como: Mario Cippolini, em 2002, Paolo Bettini, em 2006 e 2007, e mais recentemente em 2008 Alessandro Ballan. E em 2004, sob as ordens de Ballerini, Paolo Bettini ganhou a medalha de ouro nas olimpíadas de Atenas na Grécia.

Mais informações assim que disponível.

fontes: CyclingNews e Velonews

Boletim Radio Corsa 09/11/2009

Astana oferece contrato de 4 anos com salarios de 8 milhões de euros por ano para Alberto Contador, esta é possivelmente a ultima tentativa de manter o espanhol na equipe. Alberto só assinara contrato se houver uma clausula dizendo que Alexander Vinokourov não correra o Tour de France, o que é um problema já que os patrocinadores cazaques esperam que Vinokourov corra o Tour

Alberto Contador e Andy Schleck ambos consideram um ao outro favoritos do Tour de France 2010. Contador ganhou o Tour com 4’11” de vantagem sobre Andy Schleck, e grande parte desta vantagem foi ganha nos contra-relogios, disciplina que Andy afirma estar trabalhando para melhorar. De acordo com Andy é possivel vencer o Contador em 2010, mas para se equiparar ao rival, são necessarios ao menos mais 3 anos.

Giuseppi Saronni, diretor da Lampre deu uma declaração semana passada afirmando que “aquele Damiano Cunego que ganhou o Giro em 2004 não existe mais. ” Desde 2004 Cunego vem tentando mais uma vitória em uma Grande Volta, sempre em tentativas frustradas mas em compensação sempre ganhando varias corridas de um dia. Damaino e seu diretor decidiram se focar em etapas individuais do que classificações gerais, fator provavelmente influenciado pela entrada na equipe do famoso velocista Alessandro Pettachi, vindo da LPR Brakes.

Stuart O’Grady vencedor da Paris-Roubaix 2007 foi admitido em um hospital espanhol depois de desmaiar em uma entrevista logo após dar uma volta num circuito de MotoGP em Valencia de carona com Casey Stoner.

Boletim Radio Corsa 04/11/2009

Ola ouvintes/leitores, estamos aqui para mais um boletim radio corsa.

Pra começar, organizadores do Giro consideram de realizar uma largada em Washington, DC(ISSO MESMO! NOS ESTADOS UNIDOS DA AMERICA!) O prefeito de Washington, Adrian Fenty, é um entusiasta do ciclismo e triatleta. O grande e OBVIO problema é os custos e a logistica, já que existem 6 horas de diferença entre Milão e Washington. Tambem são consideradas etapas na costa leste, em Nova Iorque ou Filadélfia.

Samuel Sanchez o campeão Olimpíco de resistência e segundo lugar na Vuelta 2009 anuncia que irá focar seu calendario de 2010 no Tour, ele anseia um lugar no pódio e uma vitória em etapa. A rota do Tour 2010 ao contrario de 2009 possui muitas montanhas(Acho que a ASO reconheceu seu erro) e de acordo com Sanchez, é favoravel a ele. Vale destacar que Sanchez é um dos melhores ciclistas em descida do pelotão profissional.