ISPO Bike 2013

Semana passada aconteceu em Munique o ISPO Bike 2013, que é o novo nome do Bike-Expo.

ISPOBIKE 2013 - Beatneck Bikes - Cores da moda para ciclismo urbano com estilo (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – Beatneck Bikes – Cores da moda para ciclismo urbano com estilo (foto: Cris da Rocha).


ISPOBIKE 2013 - Visão geral da feira (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – Visão geral da feira (foto: Cris da Rocha).

A feira tem ainda mais foque comercial que antes. Realmente um “trade show”, mais do que uma exibição. No passado o Bike-Expo foi usado inclusive para lançamentos de produtos, como o BB386 Evo da FSA, mas este ano a feira estava totalmente desprovida não só de lançamentos, mas de marcas em geral. As marcas eram basicamente as alemãs, como Focus ou Bulls. Até mesmo a Cannondale que estava presente não levou nada de ponta, somente bicicletas de faixa intermediária.

Isso, porém, não faz com que a feira não tenha coisas interessantes, fora do “main stream” competitivo.

ISPOBIKE 2013 - Nutcase - Capacetes urbanos (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – Nutcase – Capacetes urbanos (foto: Cris da Rocha).

A temática da feira (fora vendas) foi o ciclismo urbano com estilo. As marcas se esforçaram em mostrar como as pessoas podem pedalar na cidade com conforto e boa aparência e sem usar o material esportivo.

Uma exposição especial de roupas de ciclismo urbano como calcas com reforço interno para resistir à fricção com o selim, roupas streatch, jaquetas, mas tudo dentro das tendências atuais da moda urbana (bastante alternativa, diga-se de passagem).

ISPOBIKE 2013 - Pegasus - Bike tradicional com cores modernas (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – Pegasus – Bike tradicional com cores modernas (foto: Cris da Rocha).

Seguindo a tendência de moda, as cores das bikes foram o principal referência. Cores brilhantes, incluindo as rodas, pedivela e correntes, como mostrada por exemplo pela Beatnecks Bikes, e a atração europeia pelas fixies.

ISPOBIKE 2013 - Beatneck Bikes - Cores da moda para ciclismo urbano com estilo (detalhe) (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – Beatneck Bikes – Cores da moda para ciclismo urbano com estilo (detalhe) (foto: Cris da Rocha).

Circular com segurança dentro da cidade passa por ser visível e produto que chamou a atenção foi o Laser Lite Lane que é a famosa luz traseira que desenha no chão a sua própria “ciclovia”. O sistema é reativo, quando a bike inclina para virar os leds desenham uma seta para o lado e a linha da ciclovia no chão pista para o lado que se esta virando. O produto feito pela 3xLLL de Singapura tem garantia de 1 ano e certificações FDA e RoHS. O produto deve vender na Europa na faixa dos 100 Euros e a empresa está procurando representante no Brasil. Fica a dica.

ISPOBIKE 2013 - Laser Lite Lane - Ciclovia portátil em laser (foto: Laser Lite Lane).

ISPOBIKE 2013 – Laser Lite Lane – Ciclovia portátil em laser (foto: Laser Lite Lane).

Capacetes urbanos estão claramente migrando dos super-tecnológicos de competição, com bastante ventilação, mas por outro lado com um visual “extra-terrestre”, para capacetes menos volumosos e integrados, mesmo que não tão ventilados. A Nutcase mostrou uma linha tanto para adultos como para crianças com estampas atraentes. A Melon abraça a ideia de que o capacete parece uma melancia cortada e colocada na cabeça e baseia toda sua campanha do “pé de melancia” ainda que as estampas sejam variadas (bom, existe no catalogo o capacete com estampa de melancia!). Ambas marcas não deixam de lado o conforto, nem a qualidade e o desenvolvimento dos produtos.

ISPOBIKE 2013 - Melon - O pé de melancia (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – Melon – O pé de melancia (foto: Cris da Rocha).

Em acessórios, a BikeCityGuide mostrou o Finn. O produto é completo. Um suporte de guidão para telefone que é uma tira de silicone que se adapta praticamente a todos os produtos do mercado. Simples de coloca, simples de tirar e a tira vai no bolso junto com o telefone. Um App de navegação offline é o produto real. O App é gratuito, porém é somente um container onde os mapas das cidades são comprados em App-Store. Ao comprar a tira ganha-se o download de um mapa. Sendo offline o uso não consome a sua banda mensal de internet. Infelizmente mapas de cidades fora da Europa ainda nao existem, mas o sistema está expandindo rapidamente.

ISPOBIKE 2013 - Finn - Suporte de telefone para guidão em silicone e app de navegação offline (foto: BikeCityGuide)

ISPOBIKE 2013 – Finn – Suporte de telefone para guidão em silicone e app de navegação offline (foto: BikeCityGuide)

Dentro das bikes especiais, várias empresas destacaram o uso de materiais alternativos como bamboo e madeira. Em bamboo, a Boo Bicycles, mostrou suas criações com o material, e em madeira os franceses da Moustache levaram uma bike conceito em madeira, já a MWB (Maurer Wooden Bikes), umas das finalistas do prémio “Brand New” da feira, mostrou a bikes em produção. A madeira é laminada e os quadros produzidos em duas metades. Isso permite a colocação de elementos internos, como um tubo de alumínio para receber o selim ou a espiga de direção, sem ter que escavar totalmente o quadro, aumentando a rigidez e resistência. As duas metades são depois coladas no mesmo processo do laminado, o que faz com que não exista diferença entre o meio do quadro e resto dele.

ISPOBIKE 2013 - MWB - Bike em madeira laminada (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – MWB – Bike em madeira laminada (foto: Cris da Rocha).


ISPOBIKE 2013 - MWB - Bike em madeira laminada (detalhe) (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – MWB – Bike em madeira laminada (detalhe) (foto: Cris da Rocha).


ISPOBIKE 2013 - Boo Bicycles - Bike em Bamboo (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – Boo Bicycles – Bike em Bamboo (foto: Cris da Rocha).


ISPOBIKE 2013 - Moustache conceito em madeira (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – Moustache conceito em madeira (foto: Cris da Rocha).

A Ottobock, famosa empresa alemã de próteses, está lançando sua linha handbikes. Os diferencias são as opções “E-Bike” com motor Bosch, partindo do principio que nem todo ciclista adaptado é um campeão paraolímpico e full-suspension, para os que querem se aventurar fora da estrada. A iniciativa inclui também um triciclo para pessoas com problema de equilíbrio e uma bike normal para o parceiro que não precisa de adaptações. As bikes estão equipadas com Alfine Di2 (o cambio de “rua” da Shimano, versão eletrônica). Os preços variam entre 4000 e 7000 Euros.

ISPOBIKE 2013 - Ottobock A-Mano - Triciclo a manivela em aluminio com Alfine Di2 (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – Ottobock A-Mano – Triciclo a manivela em aluminio com Alfine Di2 (foto: Cris da Rocha).

Para crianças, a Puky, lider do mercado alemão de produtos infantis mostrou sua linha de bikes e acessórios. As bikes cobrem toda a gama, desde bikes para crianças bem pequenas até aro 24 polegadas. Outra marca de bikes para crianças na feira foi a S’Cool (que no mínimo vem de “SOOOO COOLLLL!!”). O produto de destaque, na minha opinião, foram as bikes de estrada em aro 20 e 24 polegadas. Realmente chamam a atenção. Como pai babão já estou escolhendo a próxima bike do meu filho!!!

ISPOBIKE 2013 - S'Cool - Bikes de estrada com aros 20 e 24 polegadas (foto: Cris da Rocha).

ISPOBIKE 2013 – S’Cool – Bikes de estrada com aros 20 e 24 polegadas (foto: Cris da Rocha).