Radio Corsa Especial Vuelta 2016 #1

Radio Corsa Especial da Vuelta 2016, volume 1, no ar! Também o terceiro RC olímpico!

Eu Cris da Rocha, Bruno Victor, Danilo Ricco e Igor Oliveira, comentamos sobre as provas olímpicas de pista, BMX e MTB e sobre o que está acontecendo na Vuelta 2016 e o que esperar para as próximas semanas!

Vuelta 2016 - Rota

Vuelta 2016 – Rota

A equipe do Radio Corsa esteve presente nas provas de BMX e acompanhou de perto o MTB no Rio de Janeiro. Ainda estamos devendo a narrativa completa, com fotos e videos.

A Vuelta 2016, que termina sua primeira semana, já teve alguns acidentes importantes, em boa parte por causa da organização da prova, mas a classificação geral continua aberta, com Froome, Quintana, Contador e Valverde na disputa.

O vídeo em câmera lenta do tombo pode ser visto aqui.

Se você ainda não entrou na nossa liga no Fantasy do Velogames, não perca tempo! A liga vai de vento em popa!

League Name: Radio Corsa
League Code: 951602275111

Queria também pedir desculpas ao pessoal do País do Ciclismo (@DoCiclismo), por ter dado branco no nome durante o programa … coisas da idade!!! Mas sempre fica o agradecimento pelo apoio e audiência!

Não esqueça de ouvir o podcast, caso não consiga ouvir você pode baixá-lo para ouvir mais tarde no iTunes.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Download Radio Corsa Especial Vuelta 2016 #1

Radio Corsa #56

Radio Corsa 56 no ar!

Eu Cris da Rocha, Bruno Victor, Danilo Ricco E Rafael Martino, que voltou do seu exilo no Xingú, falamos sobre as provas olímpicas de estrada!

Olimpíadas do Rio 2016

Olimpíadas do Rio 2016

As olimpíadas começam hoje (05 de agosto) e a prova masculina de estrada no dia 6, a feminina no dia 7 e o contra-relógio no dia 10.

Comentamos sobre o belo circuito, os favoritos e onde a ação deve acontecer.

Se tudo correr bem, teremos audios, videos e fotos diretamente das provas deste final de semana com cobertura direto da Vista Chinesa, com direito chão pintado com os nossos favoritos! Fiquem ligados na nossa página do Facebook.

País do Ciclismo - Twitter

País do Ciclismo – Twitter

Fica o abraço pro pessoal do País do Ciclismo (@DoCiclismo). Valeu o elogio!! ESPN, fica a dica 😉

Não esqueça de ouvir o podcast, caso não consiga ouvir você pode baixá-lo para ouvir mais tarde no iTunes.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Download Radio Corsa #56

Radio Corsa #36

Radio Corsa 36 no ar falando basicamente sobre o Giro d’Italia.

Eu (Cris da Rocha), Rafael Martino e Danilo Ricco comentamos o que já aconteceu no Giro d’Italia 2013, como a surpresa de ter Cadel Evans no top 5 e maior ainda a surpresa de ter Bradley Wiggins fora da prova. Comentários obviamente no mais irônico tom “Radio Corsa”. Neste meio tempo também demos os nossos palpites não solicitados sobre a Volta do Brasil e sobre o percurso olímpico de 2016.

Vincenzo Nibali - como Maglia Rosa do Giro d'Italia 2013

Vincenzo Nibali – como Maglia Rosa do Giro d’Italia 2013

Fica aqui, por escrito o agradecimento ao Marcos Kottwitz, ouvinte que recuperou um dos nossos programas perdidos. Os programas que ainda estão faltando são #9, #11 e especiais do Tour de France 2010 partes 3 e 4. Olhe nos seus HDs, iPods, iqqcoisas e se achar mande para nós.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Download

Noticias da semana – 28/07 a 04/08

Podium Masculino do Sprint por equipes: França (prata), Grã-Bretanha (ouro) e Alemanha (bronze). Foto: Rob Jones

Três ouros para os Britânicos na pista

Os britânicos conquistaram o ouro nas provas de Sprint por Equipe Masculino, Keirin feminino e na Perseguição por Equipes Masculina. No sprint feminino por equipes as britânicas estavam classificadas para a final do Sprint por Equipe feminino, porém foram desclassificadas. Pelo mesmo problema as chinesas perderam o Ouro, que ficou com as alemãs, já o bronze foi da Austrália

Resultados:
Sprint por Equipes Masculino:

1º Grã-Bretanha
2º França
3º Alemanha

Sprint por Equipes Feminino

1º Alemanha
2º China
3º Austrália

Perseguição por Equipes Masculino

1º Grã-Bretanha
2º Austrália
3º Nova Zelândia

Keirin feminino

1º Victoria Pendleton (GBR)
2º Shuang Guo (CHN)
3º Wai Sze Lee (HKG)

Ouro para suíça no Triatlo

A suíça Nicola Spirig levou o ouro na prova do Triatlo feminino na manhã deste sábado, a decisão veio no photofinish. Com a prata ficou a sueca Lisa Nordén e o bronze com a australiana Erin Densham.

A brasileira Pamela Oliveira vinha bem até sofrer uma queda na bicicleta e terminou em 30º.

Arielle Martin fora das Olímpiadas

A BMXer americana está fora das Olímpiadas devido a ferimentos o casionados enquanto treinava no Centro Olímpico Americano em Chula Vista nesta quarta-feira (01). Na quinta ela foi levada ao hospital onde foi constatado que era inviavel a recuperação dela até a próxima quinta (09) para as qualificatorias do BMX. Em seu lugar a USA Cycling anunciou Brooke Crain, de 19 anos.

Annika Langvad fora das Olímpiadas

A ciclista dinamarquesa do MTB está fora das Olímpiadas devido a uma queda que causou a quebra de algumas costelas a duas semanas atrás. Langvad até tentou correr a ultima etapa da Copa do Mundo em Val d’Isére no final de semana passada, porém a experiência a ajudou a tomar a decisão de correr as Olímpiadas. Até o momento nenhuma substituta foi anunciada.

Muur van Geraardsbergen no Eneco Tour

O Muur van Geraardsbergen estara de novo presente no Eneco Tour desse ano, após ser abandonado pelos organizadores da Ronde van Vlaaderen.

O Eneco Tour desse ano deverá ser a primeira prova de Contador após o fim de seu tempo de punição.

Transferências

Essa semana foi bastante agitada nas transferências. A mais interessante delas foi Nicholas Roche ter assinado por dois anos com a Saxo Bank-Tinkoff Bank, o irlandês sai da Ag2r após uma parceria de relativo sucesso que deu a ele um 4º Lugar nas Vuelta de 2010.

Também na Ag2r, a equipe assinou por dois anos com Davide Apollonio, da Sky, e Carlos Betancur, da Acqua & Sapone. Apollonio vem para suprir o espaço dos sprinter da equipe, que só possui Mondory para isso, e é um corredor com potencial. Já Betancur, que fez boas apresentações na temporada passada, vem para as clássicas e faz parte da geração de ouro colômbiana.

Ainda na França, Jerome Coppel trocou a Saur-Sojasun pela Cofidis. O francês assinou com a equipe francesa por um tempo não informado e deverá ser a esperança da equipe para a geral do Tour.

Dou outro lado do Atlântico, a Garmin assinou por dois anos para ter o australiano Rohan Dennis, atual prata nas perseguição olímpica por equipes. Dennis chega como esperança para um futuro corredor por etapas.

Já a mais bombástica dessa semana foi a contratação de Vincenzo Nibali pela Astana pelos próximos dois anos. Com o italiano também Valerio Agnoli e Alessandro Vanotti. O italiano chega em boa hora na equipe cazaque, que vê rumores da ida de Roman Kruziger para Saxa-Bank.

Renovações

Nas renovações tivemos Graeme Brown, peça fundamental do trem de embalada de Mark Renshaw, renovando seu contrato com a Rabobank por mais um ano. Ainda na Europa, o estoniano Rein Taaramae renovou seu contrato com a Cofidis por um tempo não divulgado. Já na Asia, o sueco Fredrik Kessiakoff renovou seu contrato com a Astana por mais dois anos

Radio Corsa #29

Radio Corsa 29 no ar!!

Eu (Cris da Rocha), Rafael Martino (de volta da sua penitência no mato), Bruno Victor e Danilo Ricco em um ótimo papo com o simpaticíssimo Rafael Andriato que nos acompanhou analisando as provas olímpicas de estrada e contra-relógio que aconteceram esta semana em Londres, dando a particular visão de um ciclista profissional para o que vimos pela televisão.

Podium Ciclismo de Estrada Masculino - Londres 2012. Alexandr Vinokurov (ouro), Rigoberto Uran (prata) e Alexander Kristoff (Bronze). (Foto: Bettini)

Obviamente a conversa passa por diversos assuntos direta e indiretamente ligados ao evento, incluindo especialmente as coisas estranhas como a obrigação de atletas de outras modalidades ciclistas de participar da prova de estrada.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Download

Olímpiadas 2012 – CRI Masculino – Resultados

Podium do masculino: Martin (prata), Wiggins (ouro) e Froome (bronze). Foto: AFP

Hoje rolou a provas do contra-relogio masculino e o que se viu foi um disputa muito legal entre os medalhistas, porém o dominio de Wiggins nunca esteve ameaçado, assim o britânico ficou com o ouro. O alemão Tony Martin ficou com a prata e o também britânico Chris Froome fechou o podium ficando com o bronze.

Com uma feroz disputa sempre com Froome pulverizando os tempos do australiano Michael Rogers que largou em sua frente, porém logo Martin também abaixava absurdamente o tempo e em seguida vinha Wiggins não deixando pedra sobre pedra. A decepção ficou por parte de Fabian Cancellara, que terminou apenas em 7º e a surpresa foi de Taylor Phinney terminando em 4º.

Resultados:
1 Bradley Wiggins (Great Britain) 0:50:39.54
2 Tony Martin (Germany) 0:00:42.00
3 Christopher Froome (Great Britain) 0:01:08.33
4 Taylor Phinney (United States of America) 0:01:58.53
5 Marco Pinotti (Italy) 0:02:09.74

Magno Prado terminou em 26º à 0:05:11.23

Olímpiadas 2012 – CRI Feminino – Resultados

Podium do feminino: Arndt (prata), Armstrong (ouro) e Zabelinskaya (bronze). Foto: Cynclingnews

Aconteceu hoje a prova do contra-relogio feminino pelas Olímpiadas de Londres 2012 com a vitória da americana Kristie Armstrong que se sagrou bicampeã olímpica, a prata ficou com a alemã Judith Arndt e o bronze ficou, novamente, com a russa Olga Zabelinskaya.

Kristie Armstrong dominou desde a primeira volta no circuito montado nas ruas de Londres, sempre seguida de Arndt. Já Zabelinskaya teve sua medalha ameaça por Linda Villumsen, da Nova Zelândia, que passou abaixo do tempo da russa ao fim da primeira volta, porém a neozelandesa não conseguiu manter o ritmo na segunda volta e terminou em quarto.

Resultados:
1 Kristin Armstrong (United States of America) 0:37:34.82
2 Judith Arndt (Germany) 0:00:15.47
3 Olga Zabelinskaya (Russian Federation) 0:00:22.53
4 Linda Melanie Villumsen (New Zealand) 0:00:24.36
5 Clara Hughes (Canada) 0:00:54.14

Clemilda Fernandes terminou em 18º à 0:03:50.57.

Horários do ITT e ordem de largada

Horários já convertidos (agradeçam ao Bruno) e com a ordem correta:

Largada N. Nome
10:15:00 37 Mouhcine Lahsaini (Marrocos)
10:16:30 36 Tomas Gil Martinez (Venezuela)
10:18:00 35 Alireza Haghi (Irã)
10:19:30 34 Ahmet Akdilek (Turquia)
10:21:00 33 Magno Nazaret (Brasil)
10:22:30 32 Fumiyuki Beppu (Japão)
10:24:00 31 Assan Bazayev (Cazaquistão)
10:25:30 30 David McCann (Irlanda)
10:27:00 29 Lars Ytting Bak (Dinamarca)
10:28:30 28 Michael Albasini (Suíça)
10:30:00 27 Fabio Duarte (Colômbia)
10:31:30 26 Lars Boom (Holanda)
10:33:00 25 Jack Bauer (Nova Zelandia)
10:34:30 24 Janez Brajkovic (Eslovenia)
10:36:00 23 Maciej Bodnar (Polonia)
10:37:30 22 Philippe Gilbert (Belgica)
10:39:00 21 Alexandre Vinokourov (Cazaquistão)
10:40:30 20 Ryder Hesjedal (Canadá)
10:42:00 19 Jonathan Castroviejo (Espanha)
10:43:30 18 Jakob Fuglsang (Dinamarca)
10:45:00 17 Nelson Oliviera (Portugal)
10:46:30 16 Edvald Boasson Hagen (Noruega)
10:48:00 15 Ramunas Navardauskas (Lituania)
10:49:30 14 Denis Menchov (Russia)
10:51:00 13 Lieuwe Westra (Holanda)
10:52:30 12 Vasil Kiryienka (Bielorrusia)
10:54:00 11 Gustav Larsson (Suécia)
10:55:30 10 Michael Rogers (Australia)
10:57:00 9 Bert Grabsch (Alemanha)
10:58:30 8 Sylvain Chavanel (França)
11:00:00 7 Chris Froome (Grã-Bretanha)
11:01:30 6 Marco Pinotti (Italia)
11:03:00 5 Luis Leon Sanchez (Espanha)
11:04:30 4 Taylor Phinney (USA)
11:06:00 3 Tony Martin (Alemanha)
11:07:30 2 Bradley Wiggins (Grã-Bretanha)
11:09:00 1 Fabian Cancellara (Suiça)

Favoritos:
Cancellara, Martin, Wiggins e Phinney

MTB e BMX devem sim, ser olímpicos!

 

Recentemente o comentarista inglês Phil Liggett, um dos mais respeitados do mundo, postou em seu twitter que BMX e MTB não deveriam ser esportes Olímpicos, pois a inclusão dos mesmo resultou na destruição do programa de pista unicamente por serem mais excitantes (há controvérsias!) e ainda completou que Barão de Coubertin (pobre homem, deve ter se revirado no tumulo) provavelmente teria dado risadas se dessem a idéia da inclusão do BMX nas Olímpiadas, por mais excitante que seja. Pois bem, falou besteira.

Falou besteira pois Liggett simplesmente esqueceu que o programa de pista olímpico foi destruído por sugestão da propria UCI. Falou besteira pois Cubertin provavelmente aceitaria de braços abertos o BMX. Falou besteira pois o que faz um esporte olímpico não é seu nivel de emoção e sim o seu número de praticantes. Expliquemos cada ponto.

Sim, quem recomendou a exclusão de perseguição individual, kilo/500m contra o relogio, corrida por pontos e Madison foi a UCI, que também aconselhou a colocação de Omnium no programa. A confederação mor do ciclismo recomendou a retirada de tais modalidades para focar mais na igualdade de generos, pois, infelizmente, a “diferença” entre homens e mulheres fica mais evidente em esportes de longa duração (tá, e kilo/500m são muito longos né?) do que nas de sprint, além de que Omnium já engloba todas essas modalidades. A colocação de Omnium também coloca por terra a teoria de que BMX e MTB retiraram as modalidades citadas devido ao tempo, já que Omnium é tão demorado quanto.

Sim, Coubertin teria aceitado o BMX de braços abertos nas Olímpiadas, assim como aceitou esportes como lacrosse, motonáutica e futebol americano. Assim como aceitou uma série de esportes para eventos-teste. E o mais importante, Coubertin não recriou a Olímpiadas apenas para por os esportes de sua preferência, Coubertin o fez para celebrar o esporte, TODOS os esportes.

Por ultimo, o que faz de um esporte olímpico é sua popularidade e não seu grau de emoção. Para se ser um esporte olímpico de verão é necessário que ele seja praticado em 75 países e em 4 continentes e para ser excluído ou incluído deve-se passar por votação. É por isso que vemos baseball e cricket, esportes centenários, de fora das olímpiadas e vemos os recentes BMX e MTB nelas, é também esse o motivo de rugby e golf só serem novamente aceitos nas Olímpiadas em 2016.

Phil Liggett não só falou besteira, mas como foi levemente elitista dando entender que estrada e pista são “esportes superiores” à BMX e MTB simplesmente por preferir os dois. Enfim, que vejamos ainda por muitos anos rodas aro 20, 26 e 29 rodando nas Olímpiadas, pois elas merecem!

Olímpiadas 2012 – Estrada Feminino – Resultados

Chegada ciclismo de estrada Feminimo - Londres 2012 - Vitória de Marianne Vos (Foto: AP/Christophe Ena)

Deu a lógica na prova feminina de estrada hoje em Londres, a favoritissima Marianne Vos venceu no sprint a representante local Lizzie Armistead e levou o ouro para Holanda nesses jogos Olímpicos, com Armistead garantindo a prata para Grã-Bretanha, a primeira medalha britânica nesses jogos. Já o bronze ficou com a russa Olga Zabelinskaya.

O pelotão hoje controlou a prova até cerca de 50km para final, antes disso apenas algumas quedas atrapalharam a vida das ciclistas, foi ai que uma fuga composta por Vos, Armistead, Zabelinskaya e pela americana Shelley Olds se desgarrou do pelotão. Com 30km faltando, Olds sofre com um furo no pneu e é pega pelo pelotão, com a fuga seguindo sempre com 40s de vantagem. Após passarem a marca dos 10km, o pelotão resolve reagir e uma série de ataques ajudam a reduzir a margem de tempo para 30s faltando 2km para o fim, porém já era tarde.

Nos 10km a fuga de apenas três atletas viu Zabelinskaya tomar a frente e aumentar o ritmo, atitude que prejudicou seu sprint e ela não conseguiu acompanhar Vos e Armistead no sprint. Armistead também não coseguiu fazer frente para Vos, que levou o ouro com certa facilidade.

Vale lembrar que Marianne Vos já é detentora de um titulo mundial de estrada, cinco mundiais de ciclocross, um titulo mundial scratch, um mundial de corrida por pontos e uma medalha de ouro na corrida por pontos.

Podium Ciclismo de Estrada Feminino - Londres 2012 - Marianne Vos (Ouro), Elizabeth Armitstead (Prata) e Olga Zabelinskaya (Bronze) (Foto: Graham Watson)

Resultado:
1 Marianne Vos (Netherlands) 3:35:29
2 Elizabeth Armitstead (Great Britain) s/t
3 Olga Zabelinskaya (Russian Federation) 0:00:02
4 Ina Teutenberg (Germany) 0:00:27
5 Giorgia Bronzini (Italy) s/t
23 Clemilda Fernandes Silva (Brazil) s/t

Fernanda Souza terminou fora do tempo limite e Janildes Fernandes abandou devido a uma queda.